Política

Nova treta entre radialista e prefeito vira caso de polícia

Julinho da Rádio disse que Japonês ameaçou fechar rádio da qual pertence

O radialista Julio Cesar Silva(PSol), o Julinho da Rádio como é conhecido, entrou em novo embate com o prefeito Eduardo Japonês (PV) na última sexta-feira, 7. De acordo com a assessoria do mandatário, o radialista forçou sua entrada no gabinete de Japonês no momento em que o prefeito estava reunido com secretários municipais.Ainda de acordo com a equipe de Eduardo, com dedo em riste, Julinho passou a ofender o prefeito e alguns assessores presentes.

Em dado momento, de acordo com matéria veiculada pela assessoria do prefeito Eduardo, o assessor executivo do gabinete Gilson Ferreira, levantou-se e ficou entre os dois. Julinho teria dito que Gilson estaria armado e tentara intimidá-lo. A Polícia Militar (PM) foi acionada e Julinho deixou o gabinete de Japonês. Ainda de acordo com a assessoria do prefeito, Julio teria ofendido Gilson um dia antes da encrenca durante seu programa, veiculado pela Rádio Positiva FM.

Julinho também emitiu uma nota e disse que foi ao gabinete para tratar de dois assuntos: o primeiro a respeito de uma possível ameaça feita por Eduardo Japonês ao também membro da Rádio Positiva, Miguel Pereira, enquanto – segundo Julinho – o prefeito estava alcoolizado durante encontro com o vereador Rafael Maziero (PSDB) no restaurante da família do parlamentar. De acordo com nota do radialista, Japonês disse que fecharia a Rádio Positiva de qualquer maneira.

O segundo assunto era a respeito do aumento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) anunciado pelo prefeito. Julio Cesar é contra o reajustamento, de acordo com ele, pelo fato de muitas pessoas não terem condições de pagar os novos valores propostos.

ROLO E CONFUSÃO

Julinho e Japonês eram, até então, aliados políticos contra a família Donadon. Julio disse diversas vezes a colegas de imprensa que Japonês teria lhe garantido que ele – Julio – seria o secretário de saúde do Município caso vencesse as eleições suplementares.Embora o prefeito não tenha dito isso publicamente, a encrenca tomou corpo quando Japonês empossou o atual secretário, Afonso Emerick para o cargo possivelmente prometido a Julinho, que chegou a anunciar projetos que colocaria em prática tão logo fosse empossado.

Artigos relacionados

Fechar