O dia

Donadon: vereadores irão analisar projeto para substituição de nomes de escolas

Pauta é oriunda de uma ação judicial sob a alegação de improbidade administrativa

O projeto de lei que prevê a substituição de nomes das escolas municipais, notadamente aquelas que homenageiam membros da família Donadon, volta à pauta da câmara de vereadores nesta terça-feira, 23, em Vilhena. Pauta de muita discussão desde o início, a matéria terá caráter apenas de leitura nesta semana, mas cumpridos os ritos parlamentares, entrará em votação.

O Ministério Público (MP) em Vilhena já havia se posicionado contrário aos nomes das escolas sob a justificativa que os então prefeitos do município, Melki Donadon e Marlon Donadon estariam cometendo crime de improbidade administrativa, tendo em vista, segundo o órgão de acusação, a violação dos princípios gerais da administração pública, e também a promoção pessoal.

Na época do então prefeito Zé Rover (PP) alguns letreiros que constavam os nomes das escolas foram retirados das fachadas das instituições educacionais sob determinação judicial. Caso o projeto seja aprovado, as escolas serão rebatizadas com outros nomes.

De acordo com informações de pessoas ligadas à Secretaria Municipal de Educação (Semed) a escola Dalila Donadon passará a ser chamada de Tarsila do Amaral. A escola Ângelo Mariano Donadon, passará a ser Cleonice Batista de Jesus, enquanto a escola Marcos Donadon passará a ser chamada de Ruth Rocha e a Antônio Donadon ganha o nome do escritor Monteiro Lobato.

 

Etiquetas

Rômulo Azevedo

Jornalista e graduado em Marketing, atua na comunicação desde 2006. Especialista em Jornalismo on-line, com experiência em Assessoria de Comunicação e Marketing. Está na Gazeta Amazônica em busca de novas formas de se fazer Jornalismo em Rondônia

Artigos relacionados

Fechar