Destaque

30 novos casos de covid-19 em Vilhena; impasse do lockdown deve ser resolvido nesta quinta

Município tem 192 casos ativos da doença

Vilhena registrou um novo óbito de vilhenense e 30 novos casos confirmados de vilhenenses com covid-19 nesta quarta-feira, 1° de julho, sendo 10 por RT-PCR e 20 por testes rápidos.

Além disso, foram identificados 26 novos casos suspeitos, 19 resultados negativos e 73 recuperados. Dessa forma, Vilhena registra até as 22h de hoje: 576 casos confirmados de vilhenenses, 6 positivados moradores de outras cidades, 7 óbitos de vilhenenses, 2 óbitos de moradores de fora e 126 casos suspeitos.

Há atualmente no município 192 casos ativos de moradores de Vilhena e 6 de fora, bem como 378 já recuperados e 3 transferidos.

Contados em duplicidade ontem como descartados por este boletim, alguns casos suspeitos retornam para o registro no boletim de hoje.

O paciente que veio a óbito hoje era do sexo masculino, tinha 78 anos e era morador do bairro Jardim Primavera (Setor 17).

Internado desde o dia 19 de junho na UTI da Central de Atendimento à Covid-19 com necessidade de respirador, o paciente evoluiu para quadro muito grave e não resistiu, vindo a óbito na madrugada desta quarta-feira.

Estão internados 15 pacientes vilhenenses em isolamento na Central de Atendimento à Covid-19, sendo 5 na UTI, todos com necessidade de respirador (dois do sexo feminino com 61 e 77 anos e três do sexo masculino com 39, 59 e 84 anos).

Outros 10 pacientes estão internados na Enfermaria da Central, cinco do sexo masculino com 43, 49, 56, 65 e 81 anos e cinco do sexo feminino com 49, 50, 59, 70 e 88 anos.

Dos internados, 11 têm resultado positivo para covid-19 e quatro são suspeitos. A taxa de ocupação de leitos da Central de Atendimento à Covid-19 chega, assim, a 39,5% (sendo 42% na UTI e 38% na Enfermaria).

Todos os demais casos, sejam suspeitos ou confirmados, estão com recomendações expressas de cumprir isolamento domiciliar, pois não apresentam sintomas ou têm apenas sintomas leves.

Em atenção ao decreto estadual, o Comitê Gestor Municipal de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus de Vilhena se reuniu nesta quarta-feira, 1° de julho, por meio de videoconferência.

Em negociação direta com o Governo do Estado, a Prefeitura informou que busca uma saída administrativa para o impasse, que pode ter desfecho nesta quinta-feira.

A maioria dos membros concordou que, conforme os critérios estabelecidos pela lei municipal n° 5.285, mesmo considerando a alteração prevista para os próximos dias, ainda não é necessário realizar lockdown (fechamento de atividades comerciais) em Vilhena.

O Governo do Estado solicitou no fim da noite esta posição do município por meio de documento, que servirá de base para a resposta que a Secretaria de Estado de Saúde dará a Vilhena (e a outros municípios), ao que tudo indica, nesta quinta-feira, 2 de julho, quanto à retirada, ou não, da cidade desta lista de fechamento estipulada pelo Governo.

Mais informações sobre este e outros temas relacionados serão dados também pela Prefeitura na manhã deste dia 2.

 

Fonte
Texto: Da Assessoria

Rômulo Azevedo

Jornalista e graduado em Marketing, atua na comunicação desde 2006. Especialista em Jornalismo on-line, com experiência em Assessoria de Comunicação e Marketing. Está na Gazeta Amazônica em busca de novas formas de se fazer Jornalismo em Rondônia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo