DestaqueO dia

Metade dos leitos de UTI em Vilhena está ocupada; município registra 7 novos casos em 24h

Número de pacientes que venceu a doença é maior que o número de casos ativos

A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) de Vilhena apresentou dados animadores nesta quinta-feira, 2, em relação ao avanço da covid-19 no município. Dos 583 casos confirmados, 398 já se recuperaram da doença, restando 179 casos ativos. Os seis casos que faltam nesta conta são moradores de outros municípios que tiveram testes positivos feitos em Vilhena.

Outra boa notícia nesta quinta é de que não houve mortes registradas em decorrência da doença nas últimas 24 horas no município. O total de óbitos, no entanto, é de nove. Ao todo, 15 pacientes estão internados, cinco destes na UTI e o restante na enfermaria.

De acordo com o titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) Afonso Emerick, em entrevista à imprensa nesta semana, o município tem 10 leitos de UTI, mas em uma situação de emergência, possui equipamentos para montar mais quatro leitos de modo temporário.

Em Vilhena, a maioria dos infectados é do sexo feminino, totalizando 337 casos, enquanto os homens somam 243, todos contabilizados desde o início da pandemia. O Centro é o bairro de Vilhena com o maior número de infectados, totalizando 30. Na sequência vem o bairro Cristo Rei (o maior bairro do município) com 27 casos e na terceira colocação o Jardim Eldorado, com 15 casos.

Rômulo Azevedo

Jornalista e graduado em Marketing, atua na comunicação desde 2006. Especialista em Jornalismo on-line, com experiência em Assessoria de Comunicação e Marketing. Está na Gazeta Amazônica em busca de novas formas de se fazer Jornalismo em Rondônia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo