Especial

Polícia Civil de Rondônia parabeniza turma de 1988 pelas três décadas de atuação

Força policial atua na investigação dos crimes

Veja mensagem na íntegra

No sublime torrão rondoniense um estandarte tremula viril, assim diz o hino da Polícia Civil de Rondônia. E foi assim, que numa época em que o estado de Rondônia iniciava seus passos, sem estrutura e conforto que dispomos hoje, uma turma de incansáveis guerreiros se voluntariam a combater o mal. Trata-se da turma de 1988, que em 25/07/1988, ingressou nas fileiras da instituição para lutar pela paz Social, combatendo o crime com inteligência e investigação.

Os incansáveis guerreiros… A Polícia Civil se orgulha da história desses incansáveis guerreiros, que com vigor labutaram para fazer a Instituição pujante até os dias atuais. Os colegas souberam o que é lavrar Inquérito em máquina de datilografia com cópia no papel de carbono, souberam o que o que é colocar quatro policiais em um fusca para realizar diligências e ainda, elucidaram crimes, no então, garimpo do Rio Madeira. Essas experiências, somente poderão ser contadas por quem passou. Por méritos, parabéns a turma de 1988.

Avante, Avante… A vida proporciona etapas, as quais devem ser vividas de sempre rompendo marcha. A missão agora é passar o bastão, transmitir o conhecimento e a experiência que essa longa jornada de 31 anos lhe deu.  O legado foi deixado. Como palatinos da ordem e do bem, a Sociedade rondoniense por meio de inúmeras vítimas de crimes resolvidos lhes agradecem. Alguns já se aposentaram, outros ainda seguem em frente, vibrando ao longo dessa jornada de 31 anos.

A Delegacia Geral da Polícia Civil através de seu Delegado Geral Samir Fouad Abboud parabeniza e reconhece aqueles que de forma destemida combateram o crime, tributando com honra a essa turma cujo desempenho nos permitiu crescer.

Fonte
Polícia Civil

Rômulo Azevedo

Jornalista e graduado em Marketing, atua na comunicação desde 2006. Especialista em Jornalismo on-line, com experiência em Assessoria de Comunicação e Marketing. Está na Gazeta Amazônica em busca de novas formas de se fazer Jornalismo em Rondônia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo