DestaqueDeu na WEB

Operação de fim de ano do 7º BPM teve refém com arma na cabeça e diversas armas apreendidas

Balanço mostrou que em diversos pontos da região havia armas frias e algumas utilizadas em roubos

Diferentemente das demais regiões do estado, onde a semana que compreendeu as festas de final de ano foi considerada tranquila, o 7º batalhão de Polícia Militar, responsável pelo policiamento da região do Vale do Jamari, composta pelos municípios de Ariquemes, Alto Paraíso, Rio Crespo, Cujubim, Monte Negro, Cacaulândia e o Distrito Bom Futuro registrou diversas ocorrências com armas de fogo.

De acordo com relatório policial, as apreensões começaram no dia 28 de dezembro, na zona rural de Rio Crespo, linha 140. No local havia uma batida policial e durante uma das abordagens os militares envolvidos na operação apreenderam uma carabina calibre 22 e inúmeras munições de calibres 38, 22 e 12. A arma e as munições estavam com dois homens em um carro.

Em Monte Negro, no dia 29, a Polícia Militar (PM) prendeu um homem que estava com uma espingarda calibre 28. O acusado se envolveu numa briga relacionada à dívidas e disse que tinha a arma há 45 anos e que a comprou para sua própria segurança.

Em Ariquemes, já no dia 30 de dezembro, a PM foi acionada por conta de um roubo que aconteceu no Setor 9 do município. Os militares conseguiram interceptar um dos envolvidos no crime, que estava com um revólver calibre 38. Com ele, os policias encontraram alguns objetos do roubo e a moto utilizada pelo ladrão estava com número de placa, chassi e motor desconexos. Ele foi preso.

Assaltante aponta arma pra cabeça da vítima

Na noite do dia 30 a PM foi acionada para dar cabo de um assalto. Ao chegar ao local, os policiais encontraram os dois bandidos, que para não serem presos imediatamente, fizeram um refém de escudo humano, apontando-lhe uma arma calibre 22 contra sua cabeça.

Os militares chamaram a equipe de negociação. Os bandidos queriam a presença da imprensa e de alguns familiares no local para entregarem-se logo em seguida. A dupla estava cumprindo pena, mas deixou a unidade prisional com direito à saidinha de fim de ano. Após a chegada de membros da família e da imprensa, eles entregaram-se sem resistência.

Mais tarde, em policiamento na região da praça Nova Vitória – onde aconteceu a festa de réveillon do município – os militares abordaram um veículo. Dentro do carro havia dois homens. Na revista interna, os policiais encontraram uma pistola calibre 380 com 14 munições. Um dos homens assumiu a posse da arma, enquanto o outro acabou preso por força de uma mandado de prisão contra ele.

No fim do trabalho, os policiais receberam a informações de que em uma casa havia um grupo de pessoas e que no local teria pelo menos uma arma de fogo. Na batida, os policiais constataram a veracidade da informação e apreenderam uma pistola 9 milímetros (de uso restrito) com três munições.

Um grupo se dispersou com a chegada dos policiais, e os que permaneceram na casa esconderam-se em diversos cômodos do imóvel. Ainda assim, durante a revista no local, os policiais encontraram três pessoas que acabaram conduzidas à UNISP.

Etiquetas

Rômulo Azevedo

Jornalista e graduado em Marketing, atua na comunicação desde 2006. Especialista em Jornalismo on-line, com experiência em Assessoria de Comunicação e Marketing. Está na Gazeta Amazônica em busca de novas formas de se fazer Jornalismo em Rondônia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar