Destaque

Prefeitura de Vilhena pode estar mantendo casa de apoio fantasma, MPE e MPF vai investigar denuncia

Conforme a denuncia do Conselho Municipal de Saúde (CMS) na última quinta-feira, 01,  na Câmara de Vereadores que requer investigar a Prefeitura os gastos financeiros nas ações de  combate à covid-19.   O Jornalista Mauro Fonseca, levantou uma denuncia de uma possível casa de apoio “fantasma” cadastrado no CNES (Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde).

No apurado, o jornalista constatou que a casa de apoio “São Francisco de Assis”,  que fica localizada na Rua Maceió , Nº 5152, no bairro 5º Bec,  trata-se de uma residência particular e não uma casa de apoio.

Outro detalhe na investigação, é que a casa de apoio,  teria mudado de endereço para Avenida Liberdade 4794, no centro da cidade, porém,  na residência não reside ninguém e está fechada desde o mês de novembro de 2019. Assim como, a mesma pessoa que foi testemunha no contrato da locação do imóvel, três meses depois ganhou um cargo comissionado na prefeitura.

A denuncia, que também foi protocolada  no , Ministério Público Estadual (MPE)  e Ministério Público Federal (MPF) , o Conselho Municipal de Saúde solicita que a prefeitura mostre a sociedade  transparência da gestão.

A reportagem deixa aberto o espaço para a prefeitura se manifestar sobre o caso.

Veja o vídeo

Fonte
Redação/Petter Vargas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo