Destaque

Secretário de saúde de Ji-Paraná é afastado por suspeita de desvio de dinheiro no combate a pandemia

A Polícia Civil do Estado de Rondônia deflagrou na manhã desta segunda-feira, 07, a Operação Colapso, através da 2ª Delegacia de Repressão ao Crime Organizado, de Cacoal (2ªDraco), com apoio do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia (TCE/RO).

A operação visa desarticular sofisticada organização criminosa em funcionamento em quatro estados da federação (Rondônia, Mato Grosso, Paraná e Santa Catarina), criada para desviar recursos públicos destinados ao enfrentamento da pandemia de Covid-19.

A investigação revelou que o grupo criminoso tentou desviar a quantia de e R$ 37.656.000,00 (trinta e sete milhões, seiscentos e cinquenta e seis mil reais), mediante a contratação fraudulenta de empresa destinada a gestão hospitalar do Hospital Municipal de Ji-Paraná.

O contrato, que chegou ser assinado, previa a manutenção e ampliação de leitos de Unidades de Terapia Intensiva e de Centros deTratamento Intensivos.

Ao todo foram cumpridos 8 mandados de busca e apreensão e 3 mandados de afastamento cautelar das funções públicas do Procurador-Geral do Município, presidente da Comissão Permanente de Licitações e do Secretário Municipal de Saúde.

A ação ocorreu simultaneamente em Rondônia, Mato Grosso, Santa Catarina e Paraná contando ainda com o apoio do Gaeco (MPE/MT), Polícia Civil do Estado de Santa Catarina (PC/SC) e Polícia civil do Estado do Paraná.

 

 

Fonte
JH Notícias

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo