DestaqueO dia

Câmara sabia que vereador devia pensão alimentícia, mas salários eram pagos normalmente

Ele foi preso ontem à tarde e amigos estão fazendo “vaquinha” pra tirá-lo da cadeia

Documentos que chegaram à redação da Gazeta Amazônica nesta quarta-feira, 8, comprovam que a câmara de vereadores do município de Cerejeiras foi informada que a justiça do estado de Santa Catarina tinha uma ação de alimentos contra o vereador Ifraim Eugênio de Souza (MDB) que foi preso nesta terça-feira, 7, em decorrência do não pagamento de pensão alimentícia de um filho que mora com a mãe no sul do país.

De acordo com a documentação, a justiça catarinense entrou em contato com a casa de leis entre o final de 2018 e início de 2019 a fim de saber mais detalhes sobre a situação do então primeiro suplente que havia ocupado a cadeira deixada pelo então vereador Pedro José Alves Sanches (PSB), que se afastou do mandato naquele momento para se tornar secretário adjunto da Secretaria de Estado de Assistência e Desenvolvimento Social (SEAS) no dia 16 de abril de 2018.

Em resposta ao judiciário, o presidente do legislativo, Gabriel Cândido de Oliveira, explicou através do ofício número 003/2019/CMV datado do dia 11 de janeiro do ano passado, que o vereador Ifraim não era mais vereador naquela data, pois em respeito ao regimento interno da casa, o retorno de Pedro José era imediato ao cargo a partir do dia 1º de janeiro de 2019.

No dia 6 de março, Pedro Sanches renunciou ao cargo. A medida tornou Ifraim Eugênio de Souza detentor do mandado até fim da legislatura. Desde então o vereador vinha recebendo seu salário de pouco mais de R$ 5 mil integralmente sem os descontos previstos em lei quando o assunto é pagamento de pensão alimentícia.

O site tentou contato com o presidente da câmara de vereadores para saber mais detalhes sobre o assunto, porém a mensagem do seu número de celular dizia que o aparelho estava fora de área ou desligado. A defesa de Ifraim Eugênio de Souza não foi encontrada para comentar o caso.

Ainda em tempo, esta página eletrônica deixa espaço para que os citados na matéria, caso tenham interesse, comentem sobre o assunto.

 

Rômulo Azevedo

Jornalista e graduado em Marketing, atua na comunicação desde 2006. Especialista em Jornalismo on-line, com experiência em Assessoria de Comunicação e Marketing. Está na Gazeta Amazônica em busca de novas formas de se fazer Jornalismo em Rondônia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo