O dia

Condenado: homem que degolou esposa enquanto filho dormia pega mais 25 anos de cadeia

Crime ocorreu no município de Chupinguaia

Luan Wudask do Nascimento, de 23 anos, foi condenado a 26 anos e 8 meses de reclusão pelo crime de homicídio contra a então esposa, Anna Karolyne dos Santos, de 19 anos.  O crime que causou comoção no município de Chupinguaia, ocorreu em julho de 2018.

A sessão do julgamento aconteceu na manhã desta terça-feira, 8, no Fórum Desembargador Leal Fagundes, em Vilhena, e foi presidida pela Juíza de Direito, Liliane Pegoraro Bilharva, com participação do promotor de justiça João Paulo Lopes e o advogado de defesa Marco Aurélio Mancuso.

O réu que está preso na cidade de Rondonópolis (MT), preferiu não estar presente no julgamento, alegando a possibilidade de sofrer represálias da família da vítima.

Para o promotor, após o crime, Luan fugiu de Chupinguaia e se apresentou na polícia após o fato. Ao ser interrogado, ele disse que no dia do crime havia bebido 23 latas de cerveja.

Contudo, João Paulo disse que o réu mentiu em suas alegações no interrogatório, que o crime ocorreu porque ele não aceitava que vítima terminasse o relacionamento com ele.

O promotor detalhou conforme a perícia, através das marcas, que Luan asfixiou a vítima e depois cortou seu pescoço enquanto o filho do casal de um ano dormia.

Para a defesa, o réu, no dia do crime estava embriagado e não estava em condições normais. No final do julgamento, a juíza condenou Luan a 26 anos e 8 meses de prisão por homicídio triplamente qualificado.

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Fechar