DestaquePolítica

Com previsão de aumento em número de contaminados, Vilhena deve ter 80% da capacidade de atendimento à covid-19 ocupada para novo fechamento do comércio

Em que pese o fato de a prefeitura de Vilhena reconhecer oficialmente nesta segunda-feira, 11, que já aguarda um crescimento exponencial do número de pessoas infectadas no município (de acordo com nota encaminhada à imprensa na noite desta segunda, esse aumento se deve pela previsão de autoridades de saúde pública que acreditam no crescimento devido a disseminação rápida do vírus de forma comunitária em Vilhena) um novo fechamento do comércio local ainda não é assunto levado em consideração, embora ainda não descartado.

Isso porque, de acordo com a prefeitura de Vilhena, a determinação de interrupção das atividades comerciais depende da ocupação de pelo menos 80% dos leitos destinados ao tratamento de covid-19.  A prefeitura informou, ainda, que Vilhena conta  com 35 leitos no total – destinados ao tratamento de covid-19. Nove leitos são de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 26 leitos de internação comum.

A prefeitura confirmou que não há nenhum paciente suspeito, ou confirmado, em internação na cidade. “Todos que apresentarem sintomas de gripe devem ligar para os números: 3321-4338 (das 7h às 13h e das 15h às 17h) ou 98442-1163. A Secretaria Municipal de Saúde irá orientar o paciente e avaliar seu quadro sem que precise procurar os serviços de saúde de maneira presencial”, diz nota.

Rômulo Azevedo

Jornalista e graduado em Marketing, atua na comunicação desde 2006. Especialista em Jornalismo on-line, com experiência em Assessoria de Comunicação e Marketing. Está na Gazeta Amazônica em busca de novas formas de se fazer Jornalismo em Rondônia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo