O dia

Depois de dizer que quem tem dinheiro pra advogado não fica preso, homem “cai” novamente por furto

Ele confessou ter roubado dez pneus de moto

A Polícia Militar (PM) de Vilhena “matou dois coelhos” numa só ocorrência neste sábado, 11. De acordo com relatório do Boletim de Ocorrência, os militares receberam a informação de que Valtenci Pereira da Silva, que trabalha em um bar chamado “Ferrabas”, localizado na Rua 830 estava tentando vender pneus novos de motocicletas, fato que estava chamando a atenção.

A PATAMO e o Núcleo de Inteligência (NI) da PM foram até o local e o suspeito relatou que o dono dos pneus era seu vizinho, Leonardo Barbosa dos Santos, o qual havia pedido seu celular emprestado para tirar foto dos produtos de modo que Valtenci pudesse oferece-los.

Valtenci relatou que após ser alertado sobre a falta de procedência dos pneus, desistiu de participar da venda. Ele disse que os pneus estavam com Leonardo, que por sua vez estava no bar do Gefinho, que fica localizado na BR-174.

Leonardo relatou aos policiais, inicialmente, que não tinha conhecimento do assunto, mas acabou confessando que os pneus estavam com ele e que ele mesmo teria os roubado no dia 25 de dezembro (que era o que a polícia suspeitada desde o início da operação). Ele disse que estava com apenas oito unidades e que elas estavam escondidas no forro do seu apartamento.

Leonardo disse, ainda, que estava esperando apenas vender todos os pneus para ir embora pra Pontes e Lacerda (MT).

Pneus, moto e carro roubados

No momento em que a PM encontrou Leonardo ele estava com uma motocicleta modelo Titan. Ao averiguar a procedência da moto, os policiais constaram que ela era roubada. Leonardo confirmou e disse que havia adquirido a moto para abater uma dívida. Ele não disse quem era o homem que lhe entregara a moto.

Leonardo recentemente foi preso em Pontes e Lacerda com uma pick-up modelo Strada que também era roubada. Ele ganhou notoriedade nas redes sociais por ter gravado um vídeo em que aparece dizendo que quem tem dinheiro pra pagar advogado não fica preso.

Etiquetas

Rômulo Azevedo

Jornalista e graduado em Marketing, atua na comunicação desde 2006. Especialista em Jornalismo on-line, com experiência em Assessoria de Comunicação e Marketing. Está na Gazeta Amazônica em busca de novas formas de se fazer Jornalismo em Rondônia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar