DestaqueEspecial

Prefeitura de Vilhena abre pocedimento para contratar 80 profissionais em Saúde

A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) revelou que devido à grande demanda de pacientes leves e graves com problemas respiratórios buscando a Central de Atendimento à Covid-19 e o Hospital Regional de Vilhena (HRV), está realizando teste seletivo para contratação de mais 80 profissionais de Saúde, sendo 40 técnicos em enfermagem, 10 enfermeiros, 10 fisioterapeutas e 20 médicos.

O prefeito Eduardo Japonês lembra que o momento é delicado para Vilhena, para o Estado, para o Brasil e para o mundo. “Não estamos dormindo, nem  descansando. Praticamente 24 horas por dia estamos tratando de todos os assuntos relacionados com a covid-19 em Vilhena, buscando as soluções. Estamos tentando oferecer o melhor que podemos e encampando lutas diárias para garantir mais atendimento aos pacientes que tanto sofrem com essa doença implacável. Buscamos médicos há quase um mês, no entanto, há escassez destes profissionais no país. Estamos em nova tentativa, por meio de teste seletivo, para garantir mais médicos para atender pacientes suspeitos e confirmados da covid-19”, explica.

Na linha de frente do combate ao novo coronavírus, cerca de 60 profissionais de Saúde de Vilhena já foram afastados por estarem suspeitos ou confirmados para covid-19. O desfalque importante é combatido pela Semus de várias maneiras. “Por meio de lei aprovada pela Câmara de Vereadores nesta semana poderemos pagar, durante a pandemia, plantões para os médicos residentes no valor de R$ 625 para plantões de 6 horas, R$ 1.250 para 12 horas e R$ 2.500 para plantões de 24 horas. Além disso, as contratações por teste seletivo e do concurso vão reforçar nossa equipe. Eles são o grupo de maior risco de todos, pois têm contato direto com os pacientes contaminados, por isso precisamos reforçar esse ‘exército’ durante a ‘guerra’ contra este inimigo invisível”, informa o prefeito.

Desde o dia 20 de janeiro a Prefeitura já publicou 16 editais de convocação de servidores do concurso público realizado no ano passado. Boa parte deles para profissionais da Saúde, incluindo médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem e outros.

 

Fonte: Semcom

Rômulo Azevedo

Jornalista e graduado em Marketing, atua na comunicação desde 2006. Especialista em Jornalismo on-line, com experiência em Assessoria de Comunicação e Marketing. Está na Gazeta Amazônica em busca de novas formas de se fazer Jornalismo em Rondônia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo