DestaqueO dia

Coronavírus: retorno da educação ainda não tem prazo definido e divergência de opiniões gera mais incertezas

A volta às aulas poderá acontecer no final de julho ou no fim de agosto

Seguindo o cronograma oficial do Governo do Estado, o prazo de suspensão das aulas presenciais devido à pandemia causada pelo coronavírus encerra-se no fim do mês de julho. Contudo, o gabinete de crise do Governo do Estado já se adiantou nesta segunda-feira, 13, ao dizer que o prazo de suspensão poderá ser prorrogado por mais 30 dias. Em que pese o fato de não haver nada definido, ainda, a decisão vem gerando debates acalorados e divergência de opiniões de representantes de diversos setores.

O Governo do Estado explicou, no entanto, que o retorno das atividades escolares presencial não será como antes. Representantes do executivo estadual comentam sobre a necessidade de se repensar a formatação das salas, do respeito ao distanciamento social, dentre outras medidas. O executivo rondoniense, no entanto, foi categórico ao afirmar que o sistema home-office ainda irá continuar sendo utilizado neste retorno.

Rômulo Azevedo

Jornalista e graduado em Marketing, atua na comunicação desde 2006. Especialista em Jornalismo on-line, com experiência em Assessoria de Comunicação e Marketing. Está na Gazeta Amazônica em busca de novas formas de se fazer Jornalismo em Rondônia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo