DestaqueO dia

Coronavírus: uma morte e 15 casos nesta quinta em Vilhena

Paciente que morreu era idoso

Vilhena registrou um novo óbito de paciente com covid-19 e 15 novos casos confirmados com covid-19, sendo três por RT-PCR, três por teste rápido e nove por vínculo epidemiológico.

Foram identificados também 40 novos casos suspeitos, um negativo e 75 recuperados. Dessa forma, Vilhena registra até as 19h de hoje: 2.057 casos confirmados de vilhenenses, nove positivados moradores de outras cidades, 31 óbitos de vilhenenses, seis óbitos de moradores de fora e 143 casos suspeitos.

Há atualmente no município 380 casos ativos de moradores de Vilhena, bem como 1.646 já recuperados e oito transferidos.

O óbito registrado hoje é de paciente do sexo masculino, com 80 anos, morador do residencial Alvorada. Internado no dia 7 de agosto na enfermaria da central de atendimento à covid-19, o paciente teve de ser transferido para a UTI no dia seguinte, mas sem necessidade de respirador.

Na última terça-feira, 11, teve de ser intubado. O quadro se agravou e o paciente não resistiu, vindo a óbito nesta quinta-feira, 13.

Vilhena registra, pela primeira vez em quase duas semanas um total de casos ativos menor que 400.

Houve redução também no número de pacientes internados por 100 mil habitantes, índice que sempre esteve menor em Vilhena na comparação com o Estado.

Desde o fim de julho, o percentual de casos ativos que estão internados na cidade também reduziu pela metade, mantendo-se menor que o número do Estado durante o período.

Há 14 pacientes internados em isolamento na central de atendimento à covid-19, sendo cinco na UTI, dos quais um com necessidade de respirador, do sexo masculino com 68 anos, bem como quatro na UTI sem necessidade de respirador, dois do sexo feminino com 66 e 77 anos e dois do sexo masculino com 51 e 78 anos.

Outros nove pacientes estão internados na Enfermaria da Central, sendo oito do sexo masculino com 33,38, 51, 52, 53, 56, 58 e 80 anos anos e um do sexo feminino com 50 anos. Dos internados, todos têm resultado positivo para covid-19. A taxa de ocupação de leitos da Central de Atendimento à Covid-19 é de 38,9% (sendo 50% na UTI e 35% na Enfermaria).

 

Fonte
Semcom

Rômulo Azevedo

Jornalista e graduado em Marketing, atua na comunicação desde 2006. Especialista em Jornalismo on-line, com experiência em Assessoria de Comunicação e Marketing. Está na Gazeta Amazônica em busca de novas formas de se fazer Jornalismo em Rondônia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo