DestaqueO dia

PF desarticula associação criminosa que fraudava auxílio emergencial

Dois mandados de busca e apreensão foram realizados

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quinta-feira, 13, a operação “Crise de Identidade” cujo objetivo é desarticular associação criminosa dedicada à falsificação de documentos de identidade e obtenção irregular de auxílio emergencial.

Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão na capital, Porto Velho e arrecadados documentos utilizados nas fraudes.

As investigações demonstraram que os suspeitos atuam há alguns anos na produção de documentos falsos os quais são utilizados para aplicar golpes, em sua maioria, contra instituições financeiras.

Apurou-se ainda que os investigados faziam uso de dados pessoais de centenas de cidadãos, obtidos em sites na internet, para solicitar auxilio emergencial de forma irregular. Em seguida, faziam uso de “maquininhas” de cartão de crédito para simular compras e transferir os valores obtidos para contas controladas pelo próprio grupo criminoso.

A associação criminosa já teria lucrado mais de R$ 1.5 milhão por intermédio destas fraudes.
Foram também bloqueados judicialmente mais de vinte veículos, em sua grande maioria de luxo, além de dezenas de contas bancárias que estavam registradas em nome das identidades falsas criadas pelos suspeitos.

O nome da operação faz alusão ao método sistêmico de criação e utilização de identidades falsas, que eram substituídas à medida que as fraudes eram descobertas.

 

Fonte
Da Assessoria

Rômulo Azevedo

Jornalista e graduado em Marketing, atua na comunicação desde 2006. Especialista em Jornalismo on-line, com experiência em Assessoria de Comunicação e Marketing. Está na Gazeta Amazônica em busca de novas formas de se fazer Jornalismo em Rondônia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo