DestaquePolítica

Em visita a bairros populares, Raquel da TV fala de inclusão social

No ano passado 10 entidades de trabalho social foram beneficiadas com fundos municipais; candidata quer ampliar esse alcance com assessoria para ONGs e Associações

No final de semana a jornalista Raquel Jacob, a Raquel da TV, esteve em visita em bairros mais populares da cidade, como Residencial União e Maria Moura. Estreante na política, a candidata a vereadora conversou com moradores e ouviu sugestões sobre a necessidade de políticas públicas de inclusão social.

“Inclusão Social é inserir na sociedade, seja em escolas regulares ou no mercado de trabalho, todas as pessoas com algum tipo de deficiência, pessoas consideradas excluídas, seja por condições econômicas, gênero, raça ou até mesmo pela falta de acesso à tecnologia”, explicou.

Raquel destacou que a inclusão social é garantida por meio de atenção às famílias, principalmente as que estão em vulnerabilidade. “É nossa meta incentivar o trabalho das entidades do terceiro setor que prestam atendimento a quem precisa de integração”, enfatiza.

Ao falar de terceiro setor, a candidata explica: o primeiro setor é o governo, que é responsável pelas questões sociais. O segundo setor é o privado, responsável pelas questões individuais. Com a falência do Estado, o setor privado começou a ajudar nas questões sociais, através das inúmeras instituições que compõem o chamado terceiro setor. Ou seja, o terceiro setor é constituído por ONGs, Associações, Fundações, entidades que tem como objetivo gerar serviços de caráter público.

O que Raquel defende é o fortalecimento dessas instituições que, apesar de não ter obrigação, fazem muito pelas famílias que precisam. No ano passado, dez entidades que beneficiam crianças, adolescentes e adultos em situação de risco ou vulnerabilidade social, em parceria com a Prefeitura, receberam repasse de R$ 560 mil do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (Fumucrad) e do Fundo Municipal de Assistência Social (FUMAS).

“Há muito mais do que dez instituições hoje em Vilhena que fazem um trabalho digno de ser apoiado e ampliado. A questão é que falta, principalmente, orientação para que esses grupos se enquadrem como beneficiários desses fundos. Como vereadora, quero manter um diálogo aberto com essas associações para ajuda-las a ter acesso a esses recursos e assim melhorar o serviço prestado”, concluiu.

Nota da redação: os candidatos que tiverem interessem em anunciar suas atividades de campanha, devem encaminhar release de suas ações através do e-mail jornalgazetaamazonica@gmail.com

FONTE: Assessoria

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo