DestaqueO dia

Balanço da festa realizada durante quarentena já tem 7 positivos pra Covid-19; 33 pessoas estão com suspeita da doença

Secretaria da saúde diz que toda festa ou aglomeração de pessoas deve ser denunciada via 190

Através de coletiva de imprensa no fim da manhã desta terça-feira, 14, o titular da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) Fernando Máximo, bem como representantes da saúde municipal apresentaram mais detalhes acerca da festa que resultou em um aumento exponencial no número de casos confirmados de covid-19 no estado.

De acordo com explicação de Máximo, pelo menos 40 pessoas podem estar infectadas pelo vírus em decorrência da festa. O relatório do secretário aponta que sete pessoas (das quais quatro confirmaram que estiveram no evento) testaram positivo pra covid-19.

17 pessoas que estavam na festa e apresentam sintomas ainda aguardam confirmação laboratorial; e mais 16 pessoas que não estavam na festa, mas que tiveram contato com participantes apresentaram sintomas e estão aguardando resultados dos exames. O evento, de acordo com o secretário, mudou todo o cenário de condução do vírus no estado de Rondônia justamente porque pode ter um resultado devastador.

O secretário explica que a festa aconteceu no dia 4 de abril, ou seja, no início do mês. Os participantes apresentaram sintomas somente agora. “Eles podem ter tido contato com muitas outras pessoas, que podem ter transmitido pra inúmeras outras”, pontuou Fernando Máximo.

A festa da festa

A secretária-adjunta de saúde da capital, Marilene Penati, relatou que o problema se agravou porque além da festa do dia 4, houve outra, no dia 11, com público semelhante. A representante da secretaria de saúde explicou que o Centro de Vigilância Estratégica em Vigilância em Saúde (CIEV) do município é pequeno e todo possível caso de covid-19, as equipes fazem um mapeamento sobre a casa do paciente em um raio de 4 mil metros ao redor da residência para investigar possíveis novos casos, e os eventos em tela prejudicaram a agilidade do serviço.

Rômulo Azevedo

Jornalista e graduado em Marketing, atua na comunicação desde 2006. Especialista em Jornalismo on-line, com experiência em Assessoria de Comunicação e Marketing. Está na Gazeta Amazônica em busca de novas formas de se fazer Jornalismo em Rondônia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo