DestaqueO dia

PF dá bote e prende 3 em porto clandestino usado por contrabandistas em Rondônia

Grupo tentava trazer uma remessa de cigarros

Na tarde desta terça feira, 14, no local conhecido como “porto do cemitério”, porto clandestino localizado no Bairro Cristo Rei, em Guajará Mirim (RO), uma equipe da Polícia Federal flagrou uma embarcação vinda da Bolívia no momento em que eram descarregados 5.5 mil maços de cigarros de origem estrangeira.

Três indivíduos, sendo dois de origem brasileira e um de origem boliviana faziam o transporte dos cigarros do barco até um veículo Gol que estava às margens do rio.

Os conduzidos foram levados à Delegacia de Polícia Federal em Guajará Mirim, onde foram autuados em flagrante pelo crime de contrabando, crime previsto no Art. 334-A. Importar ou exportar mercadoria proibida: (Incluído pela Lei nº 13.008, de 26.6.2014) Pena – reclusão, de dois a cinco anos.

Após serem ouvidos pelo delegado de plantão foram encaminhados para o exame de corpo de delito e posteriormente ao presídio em Guajará Mirim, onde ficarão à disposição da justiça.

A mercadoria apreendida, bem como o veículo e embarcação serão entregues à Receita Federal do Brasil para as medidas legais cabíveis, dentre elas o perdimento dos bens, além de multa.

A ação ostensiva ocorre no âmbito da “Operação Fronteira Fechada”, que visa a fiscalização em toda a extensão da fronteira Brasil e Bolívia, para reprimir os crimes transfronteiriços.

5.5 mil maços foram apreendidos

Rômulo Azevedo

Jornalista e graduado em Marketing, atua na comunicação desde 2006. Especialista em Jornalismo on-line, com experiência em Assessoria de Comunicação e Marketing. Está na Gazeta Amazônica em busca de novas formas de se fazer Jornalismo em Rondônia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo