DestaqueO dia

Casos suspeitos de coronavírus em Vilhena vai a zero

Os últimos resultados enviados deram negativo pra doença

Vilhena zerou seus casos suspeitos nesta terça-feira, 14 de abril, com a chegada de dois resultados de exames negativos para covid-19.

Ao mesmo tempo, a cidade não registrou novos casos suspeitos. Dessa forma, Vilhena marca até as 19:30h desta segunda-feira: 1 caso confirmado, nenhum caso suspeito e 29 descartados.

Porém, não há nenhum caso ativo de covid-19, visto que o caso confirmado já está recuperado e não transmite mais.

Dois pacientes ainda não enquadrados como casos suspeitos segundo o protocolo do Ministério da Saúde são mantidos em observação no Hospital Regional de Vilhena, com isolamento, por apresentarem sintomas que possam evoluir para um quadro de paciente suspeito.

Por não preencherem os requisitos exigidos pelo Governo Federal, seus exames ainda não foram coletados.

Em razão dos impactos causados pela pandemia da covid-19, a Prefeitura de Vilhena prorrogou o prazo para o pagamento do ISSQN (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza).

Conforme o Decreto nº 48.965/2020, o ISS que venceria em 15 de abril poderá ser recolhido até o dia 1° de julho.

O vencimento do imposto do mês de maio foi prorrogado para pagamento até 3 de agosto. E o que venceria em meados de junho passa para 1° de setembro.

O Comitê Gestor Municipal de Enfrentamento ao Coronavírus em Vilhena se reuniu nesta tarde de terça-feira, 14, e analisou a decisão judicial da 1ª Vara de Fazenda Pública de Porto Velho do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia que suspendeu parte do decreto estadual que permitia o funcionamento de várias atividades comerciais.

Publicada no início da tarde desta terça-feira, a decisão tem prazo de 24h para ser cumprida. Caso seja mantida até amanhã, portanto, o Estado e município poderão incorrer em crime de desobediência de ordem judicial se não acatarem a decisão.

No entanto, o Estado, que ainda não se manifestou sobre o caso, tem a possibilidade de editar novo decreto ainda mais restritivo ou conseguir liminar que libere as atividades comerciais.

Assim, devido aos diferentes caminhos que o assunto pode tomar até amanhã, o Comitê optou por aguardar o posicionamento do Governo do Estado para que possa recomendar, ou não, a edição do decreto municipal sobre a covid-19.

Após uma festa realizada em Porto Velho com a presença de pessoas contaminadas, o número de casos positivos para covid-19 em Rondônia disparou nesta terça-feira.

De 42 o número de confirmados subiu para 69. Além disso, há 2 óbitos, 2 pacientes internados com o novo coronavírus e 27 suspeitos aguardando resultados de exame. Até o momento 14 pacientes já se encontram curados e 848 descartados.

Das 27 unidades federativas, Rondônia está em 24ª colocação no ranking brasileiro de número de casos (69), 26ª no número de mortes (2), 21ª no número de casos confirmados a cada 100 mil habitantes (3,9), 26ª no número de mortes a cada 100 mil habitantes (0,11) e 22ª na taxa de letalidade (2,9%).

No Brasil o número de casos confirmados já ultrapassou 25 mil, com 1.532 mortes e taxa de letalidade de 6%. No mundo são 2 milhões de casos confirmados e 126 mil mortes.

 

Fonte
Da Assessoria

Rômulo Azevedo

Jornalista e graduado em Marketing, atua na comunicação desde 2006. Especialista em Jornalismo on-line, com experiência em Assessoria de Comunicação e Marketing. Está na Gazeta Amazônica em busca de novas formas de se fazer Jornalismo em Rondônia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo