Deu na WEB

Depois de jogar soda contra amante da esposa, agente penitenciário pega 5 anos no semiaberto

Ele assumiu autoria do crime; vítima, que ficou cega de um olho, disse temer pela vida

Uma história de traição virou caso de polícia e quase resultou em morte na capital do estado, Porto Velho. Um dos membros do triângulo amoroso, o médico Gladson Siqueira, acabou sendo atacado com soda caustica pelo marido da técnica em enfermagem com a qual se envolveu, o agente penitenciário, Oziel Araújo Fernandes de 40 anos. O marido descobriu a traição através de mensagens via WhatsApp no celular da esposa.

No momento da discussão, que aconteceu no início do ano, houve troca de tiros entre os dois homens. Oziel se apresentou à polícia e declarou ser autor do ataque e relatou suas justificativas. Cego de um olho e correndo o risco de perder a visão do outro, o médico utilizou as redes sociais para criticar o resultado do julgamento de Oziel, relatar suas dificuldades após o ataque e dizer que tem medo de morrer.

Gladson fez uma observação quanto ao fato de o rival ter sido condenado por ter agido sob forte emoção. De acordo com o médico, Oziel, no dia do ataque, utilizava pistola e colete à prova de balas que pertencem ao Governo do Estado e utilizou composição química para lhe atacar. Insatisfeito com o resultado do julgamento, ele relatou que tem medo de morrer pelas mãos de Osiel.

JULGAMENTO

O médico foi ouvido por videoconferência, pois está em São Paulo fazendo tratamento decorrente do ataque, disse que não sabia que a mulher era casada, e confirmou relacionamento com ela. A defesa de Oziel, no entanto, rebateu a versão e disse que o agente queria apenas dar um susto no amante e se quisesse mata-lo teria atirado contra a vítima, pois estava armado.

Oziel foi condenado a cinco anos de prisão em cumprimento de pena em regime semiaberto.

Médico ficou cego de um dos olhos – foto: Portal Rondônia

Rômulo Azevedo

Jornalista e graduado em Marketing, atua na comunicação desde 2006. Especialista em Jornalismo on-line, com experiência em Assessoria de Comunicação e Marketing. Está na Gazeta Amazônica em busca de novas formas de se fazer Jornalismo em Rondônia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo