DestaqueO dia

Novo decreto dificulta entrada de pessoas em Vilhena; quem for de fora deverá fazer quarentena

Determinação estabelece toque de recolher a partir das 23h

Por força de decreto do prefeito Eduardo Japonês (PV) fica restringido, a partir desta segunda-feira, 18, a circulação de pessoas e veículos nas vias, espaços e equipamentos públicos entre as 11h da noite e 5h da manhã.

A exceção fica para prestação de serviços ligados à saúde emergencial como hospitais, farmácias e respectivos entregadores, busca de atendimento emergencial de saúde ou aquisição de item de saúde emergencial, prestação de serviço público essencial e emergencial ou que não pode ser desenvolvido em outro horário, bem como em qualquer outro caso de necessidade pública, locomoção para o trabalho (desde que este não possa ser desenvolvido em outro período, ou seja, essencial, assim considerado o que envolva o fornecimento de alimentos, itens de higiene ou saúde).

As autoridades de fiscalização exigirão documentos comprobatórios de que o cidadão se enquadra em uma das hipóteses descritas acima.

Entrada em Vilhena

O decreto determina a instalação de Barreiras Sanitárias nos principais acessos ao Município de Vilhena, para restringir a permanência de pessoas no município. Serão impedidas de entrar na cidade os ocupantes de veículos que não comprovarem residência no município e que estejam com quadro de febre ou outros sintomas característicos da covid-19.

Aos demais ocupantes de veículos, que não comprovarem residência no município, não apresentarem sintomas e decidam permanecer no município e os ocupantes de veículos de transporte coletivo (ônibus interestaduais) que desembarquem em Vilhena serão repassadas orientações de permanecer em quarentena pelo prazo mínimo de 15 dias com acompanhamento das equipes de Saúde.

Ao mesmo tempo, fica permitida a entrada no município veículos de carga e abastecimento, transporte de mercadorias e casos de urgência/emergência médica. Da mesma forma, os veículos que forem transitar na rodovia, sem intenção de parar em Vilhena, poderão trafegar normalmente.

 

 

Fonte
Semcom

Rômulo Azevedo

Jornalista e graduado em Marketing, atua na comunicação desde 2006. Especialista em Jornalismo on-line, com experiência em Assessoria de Comunicação e Marketing. Está na Gazeta Amazônica em busca de novas formas de se fazer Jornalismo em Rondônia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo