Deu na WEB

PSL e PSDB estão esfacelados em Rondônia, diz vice-governador Zé da Jodan

O vice-governador do Estado, José Atílio Salazar, o Zé da Jodan, deu uma declaração polêmica esta semana ao articulista político Chico Melo, de Rolim de Moura.

Ao ser questionado sobre sua possível candidatura a prefeito da cidade, Zé da Jodan, fez um pequeno balanço da sua situação política e a de outros partidos no Estado e as atuais organizações partidárias no PSL e do PSDB em Rondônia.

Segundo Zé da Jodan, ele não pode ser candidato a nada devido a compromissos firmados com o governador Marcos Rocha e com o presidente Jair Bolsonaro (PSL). Ele acredita que se assim o fizer vai perder a credibilidade que possui em todo o Estado.

“Talvez eu nem seja mais candidato a nada lá na frente”, disse em um tom de quase desabafo, ressaltando que, mesmo que seja, será sem utilização do Fundo Partidário.

Em relação à crise interna que o PSL vive hoje em todo o País, em decorrência do vazamento de áudios do presidente esta semana na mídia, Zé da Jodan disse que essa situação ocorre em todo o País, citando aqui em Rondônia, o PSDB.

“Isso tem briga em tudo quando é partido. O PMDB está esfacelado, PSDB não sabe quem é quem…. Você acha que o Expedito está organizado, com equipe, com nominata? Tá nada.

Os Carvalho lá, tá brigado com ele, problema, tem muitos compromissos que não foram cumpridos, tá uma bagunça danada”, disse Jodan ao se referir à deputada federal Mariana Carvalho, ao pai dela, Aparício e o irmão, vereador Maurício.

Fonte
Oobservador
Etiquetas

Artigos relacionados

Fechar