Destaque

Rondônia recebe do Ministério da Saúde mais 27 mil doses de vacinas contra a covid-19

Imunizantes serão encaminhados às Regionais de Saúde após a chegada de mais 50.030 doses previstas para esta quarta-feira

O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), recebeu nesta terça-feira (20), na Central de Rede de Frios, em Porto Velho, mais um lote com 27.500 doses de vacina contra a covid-19, sendo 10.300 da AstraZeneca e 17.200 doses da CoronaVac.

De acordo com o diretor-geral da Agevisa, coronel BM Gilvander Gregório de Lima, “essa remessa é destinada para aplicação da 1ª dose AstraZeneca em pessoas de 50 a 54 anos e da 1ª e 2ª doses da CoronaVac em pessoas de 50 a 54 anos seguindo o Plano Nacional de Operacionalização (PNO) definido pelo Ministério da Saúde, por isso é importante que esse público procure os locais de vacinação nos seus municípios para tomar a vacina”, ressaltou o diretor.

São mais 27.500 doses de vacina contra a Covid-19, sendo 10.300 da AstraZeneca e 17.200 doses da Coronavac

O secretário da Sesau, Fernando Máximo, esclareceu que “as doses recebidas hoje serão distribuídas para as seis Gerências Regionais de Saúde (GRS), localizadas em Ji-Paraná, Cacoal, Vilhena, Ariquemes, Rolim de Moura e Porto Velho”, disse o secretário. Ele também explica que outras outras doses de AstraZeneca (39.500) e Pfizer (10.530) estão prevista para serem enviadas para Rondônia nesta quarta-feira (21).

DISTRIBUIÇÃO

Fernando Máximo disse também que tem recebido muitos questionamentos das Prefeituras em relação a quantidade de vacinas destinadas para cada município e esclareceu que “a divisão das doses é feita de acordo com o PNO do Ministério da Saúde que leva em conta a quantidade de pessoas por grupos prioritários e não a população de cada município”, frisou.

Até o momento, de acordo com o último boletim da Sesau, 48,7% da população vacinável já receberam a 1ª dose e 16.1% foram imunizados com a 2ª dose em todo o Estado, lembrando que os dados devem ser atualizados em tempo real pelas prefeituras.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo