DestaquePolítica

Vereador pede presença de secretário para esclarecer distribuição de merenda a beneficiados

Samir Ali disse que não está acusando ninguém, mas vai checar a fundo as informações

O vereador Samir Ali (Podemos) utilizou a tribuna da câmara de vereadores nesta quarta-feira, 22, para apresentar uma reclamação que chegou a ele de que a Secretaria Municipal de Educação (Semed) estaria distribuindo de forma indiscriminada as cestas básicas com produtos oriundos da merenda escolar.

De acordo com a informação que chegara ao parlamentar, segundo ele mesmo, as cestas estão sendo distribuídas de modo a beneficiar candidatos a cargos eletivos das próximas eleições.

O vereador relembrou que o Senado Federal autorizou a distribuição de produtos da merenda escolar às famílias que necessitam durante a pandemia causada pelo coronavírus, porém, segundo a denúncia que chegou ao seu gabinete os critérios adotados em Vilhena, neste sentido, é para fins políticos.

O parlamentar foi enfático ao solicitar a presença do secretário de educação, William Braga, na próxima sessão ordinária da casa de leis, bem como do responsável da secretaria pela fiscalização da merenda escolar, além de alguns diretores das escolas municipais para que sejam explicados os procedimentos e critérios adotados na distribuição das cestas, bem como a escolha das famílias beneficiadas e a lista daqueles que já foram contemplados.

Samir disse, ainda, que a informação apresentada por ele na tribuna não é uma acusação contra ninguém, e que está buscando apenas esclarecimentos a fim de que se possa combater politicagem com recursos públicos. “Nossa missão é garantir que esses alimentos cheguem de fato àqueles que precisam”, disse o vereador.

A proposta de trazer o secretário e os responsáveis pela merenda escolar em Vilhena à Câmara de Vereadores ganhou apoio de alguns outros vereadores, como a professora Valdete (PPS) o ex-presidente do legislativo, Adilson Oliveira (PSD) e do Subtenente Suchi (Podemos).

A equipe de reportagem da Gazeta Amazônica tentou contato com o secretário Willian Braga a fim de fornecer espaço à Semed para comentar sobre o assunto. Porém, até o fechamento desta matéria, o secretário municipal não havia respondido a mensagem enviada pelo site.

Ainda em tempo a Gazeta Amazônica deixa espaço para a Semed comentar sobre o assunto caso tenha interesse.

Rômulo Azevedo

Jornalista e graduado em Marketing, atua na comunicação desde 2006. Especialista em Jornalismo on-line, com experiência em Assessoria de Comunicação e Marketing. Está na Gazeta Amazônica em busca de novas formas de se fazer Jornalismo em Rondônia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo