DestaqueO dia

Greve dos Correios chega ao fim, em Vilhena as atividades foram retomadas nesta terça (22)

A FENTECT acredita que a greve foi vitoriosa no sentido da construção da unidade da classe trabalhadora

Funcionários dos Correios em Vilhena encerraram greve, o movimento teve início em todo país no dia 17 de agosto. A orientação para o retorno, veio após decisão emitida pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST), os ministros determinaram o retorno imediato nesta terça-feira, 22, sendo a multa diária fixada em R$ 100 mil caso descumprimento, aprovando também reajuste de 2,6%, dentre outras mudanças.

Segundo o representante Sindical dos Funcionários de Correios de Vilhena, Valcir da Silveira, o tribunal definiu aumento 2,6%, porém tirou cláusulas que impactam em aproximadamente 40% do salário. ”Nós acompanhamos o julgamento e podemos perceber que foi uma decisão política e não jurista, sendo que 03 ministros foram a favor da pauta de reivindicação dos Funcionários e 04 se colocaram a favor da pauta da Empresa”, explicou.

De acordo com Valcir, a agência dos Correios em Vilhena iniciou com 99% de adesão, e em todo Brasil são 101 mil funcionários, desses 70% estiveram em greve.

Nos próximos dias o TST deverá apresentar o acordão para que ambas as partes assinem. “Os Correios têm 357 anos, essa foi a maior greve que já teve da categoria em termos de adesão e de dias parados”, afirmou.

NOTA OFICIAL FENTECT

A diretoria da Fentect junto com representantes dos sindicatos filiados se reuniram na manhã de hoje (22) para analisar a decisão do julgamento do dissídio de greve pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST). Para a FENTECT e demais sindicatos filiados, ficou claro o alinhamento do judiciário com a política de retiradas de direitos em massa da classe trabalhadora. Ficou evidente, na sentença colocada pelo TST, um alinhamento político ideológico do Tribunal com o governo, subserviente às políticas atuais e visando, inclusive, indicação de vaga no Supremo Tribunal Federal.

Para nós da Fentect e sindicados de base, o resultado desse julgamento e o comportamento destes que representam o Judiciário brasileiro não é novidade. Não é de hoje que o judiciário vem mostrando a sua face mais obscura do jogo de interesse político dentro dos tribunais deixando de lado a imparcialidade e a harmonia que deveria existir entre os poderes. Infelizmente, o Tribunal Superior do Trabalho e Supremo Tribunal Federal se tornaram um banco de negócios para atender interesses políticos e individuais.

Diante disso, após uma análise profunda de todos os acontecimentos, a FENTECT acredita que a greve foi vitoriosa no sentido da construção da unidade da classe trabalhadora. Esse movimento, que aconteceu nesses últimos 35 dias, mostrou toda a força na organização dos trabalhadores e resistência aos ataques sistemáticos, tanto por parte do governo federal, quanto do judiciário. A FENTECT parabeniza todos os trabalhadores e trabalhadoras que estiveram nessa greve construindo a luta da categoria no dia a dia.

Conforme deliberado em reunião, a FENTECT orienta os sindicatos filiados a retornarem ao trabalho e realizarem assembleias para retomada das atividades a partir das 22h desta terça-feira (22/09). Na avaliação da Federação, esse resultado não contempla a categoria e causará um empobrecimento dos trabalhadores frente as perdas salariais que essas cláusulas usurpadas representam na folha de pagamento e em benefícios que garantem a dignidade do ecetistas e suas famílias. No entanto, sabemos que muitas lutas virão pela frente como a batalha contra a privatização dos Correios, que já está na ordem do dia. Por isso, este é um momento de reflexão, aglutinação, e sobretudo de recuperar todas as nossas forças para enfrentar as próximas lutas que estão por vir.

A FENTECT recorrerá dessa decisão em todas as esferas possíveis para tentar reverter esse quadro e conclama a todos os trabalhadores para se manterem unidos, vigilantes e prontos para as próximas batalhas que virão. A luta continua! Juntos somos mais fortes!

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo