DestaqueO dia

Prefeito decreta toque de recolher por conta de aumento de 500% de casos de covid-19

Valcir Casagrande disse que casos em Sapezal já são de transmissão comunitária

Através de decreto publicado neste sábado, 23, o prefeito do município de Sapezal (MT) Valcir Casagrande (PSC) determinou novas posturas sanitárias em decorrência do alto índice de transmissibilidade da covid-19, que segundo decreto do prefeito aumentou em 500%. No mesmo documento, o prefeito relatou que o município já encontra-se em quadro de transmissão comunitária e por isso determinou as novas regulamentações.

De acordo com o decreto de Casagrande, o parque público Prainha Municipal estará fechado a partir deste sábado; o toque de recolher determinado pelo prefeito começa a partir das 21h e vai até às 5h do dia seguinte todos os dias da semana. A excepcionalidade no caso é voltada apenas para os casos de urgência, emergência e necessidade.

As atividades comerciais, no entanto, estão liberadas até às 23h exclusivamente na modalidade delivery. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde do Estado do Mato Grosso, o município de Sapezal registrou, até a sexta-feira, 22, seis casos confirmados da doença, dos quais, de acordo com relatório, quatro foram confirmados nas últimas 24 horas.

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) o município de Sapezal tem pouco mais de 25 mil habitantes.

Município vizinho também registra casos no MT

A Gazeta Amazônica ampliou as buscas por casos confirmados nos municípios mato-grossenses que fazem divisa com o estado de Rondônia. De acordo com o relatório da Secretaria de Estado da Saúde, Juína tem registrados cinco casos e pelo menos uma morte. Comodoro não tem casos confirmados da doença.

Veja abaixo decreto publicado pelo prefeito

Decreto 55-2020

Rômulo Azevedo

Jornalista e graduado em Marketing, atua na comunicação desde 2006. Especialista em Jornalismo on-line, com experiência em Assessoria de Comunicação e Marketing. Está na Gazeta Amazônica em busca de novas formas de se fazer Jornalismo em Rondônia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo