DestaquePolítica

Prefeito de Ariquemes usa estratégia de Vilhena para driblar judiciário e determinar reabertura do comércio

Thiago Flores relatou que vai submeter projeto de lei à Câmara de Vereadores

O prefeito do município de Ariquemes, Thiago Flores (PSL) utilizou suas redes sociais neste sábado, 25, para anunciar que irá encaminhar à câmara de vereadores projeto de lei para que a casa de leis autorize o poder executivo a tomar medidas de combate ao coronavírus.  Em vídeo, Flores disse que a decisão foi embasada no posicionamento da câmara de vereadores de Vilhena, que no dia 17 de abril garantiu respaldo ao prefeito Eduardo Japonês (PV)  a tomar a decisão de reabrir o comércio no município.

Em Ariquemes, a justiça proibiu o prefeito de editar novos decretos regulamentando a retomada econômica no município, e por isso a decisão deverá ter embasamento legal do legislativo municipal.

De acordo com o prefeito de Ariquemes, os vereadores estão propensos em aceitar a proposta e a retomada do comércio deve ser semelhante a do município de Vilhena. A lei, no entanto, estabelece rígidos critérios de higiene, como disponibilização de materiais de assepsia nos comércios, redução do número de pessoas em locais fechados, rodízio de funcionários,  dentre outras coisas.

Cabe ao prefeito, também, a decisão de suspender as atividades comerciais caso o número de casos aumente exponencialmente. De acordo com o último boletim da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) Rondônia se aproxima dos 300 casos da covid-19, dos quais 48 são de Ariquemes, que é o município do interior do estado com o maior número de casos, seguido de Ji-Paraná, com 20 casos registrados até esta sexta-feira, 24. Em Vilhena apenas um caso foi registrado, porém a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) afirma que a paciente já está curada.

Rômulo Azevedo

Jornalista e graduado em Marketing, atua na comunicação desde 2006. Especialista em Jornalismo on-line, com experiência em Assessoria de Comunicação e Marketing. Está na Gazeta Amazônica em busca de novas formas de se fazer Jornalismo em Rondônia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo