DestaqueO dia

PF inicia 2ª fase de operação de combate à exploração sexual infantil em Rondônia

Policiais cumpriram mandados de busca e apreensão em Ariquemes

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira, 25, a segunda fase da “Operação Unplugged”, de repressão ao armazenamento e divulgação de imagens e vídeos de exploração sexual de crianças e adolescentes na internet.

Os mandados de busca e apreensão, expedido pela 7ª Vara Federal da Secção Judiciária de Rondônia, foram cumpridos na cidade de Ariquemes.

Dois dos três alvos da operação já haviam sido investigados e indiciados anteriormente pela Polícia Federal pelos crimes de disponibilização/divulgação de material de pornografia infantil na internet (artigo 241- A, do ECA) e de armazenamento de imagens e vídeos de exploração sexual infantil (Artigo 241-B, do ECA).

A Polícia Federal apreendeu, no interior das residências, equipamentos eletrônicos utilizados pelos investigados nas condutas criminosas.

As investigações iniciaram a partir de relatório produzido pelo Grupo de Repressão a Crimes Cibernéticos em Rondônia (GRCC/RO).

As penas para o delito de armazenamento de imagens e vídeos de exploração sexual infantil (Artigo 241-B, do ECA) podem chegar a 4 (quatro) anos e para o crime de disponibilização/divulgação de material de pornografia infantil na internet (artigo 241- A, do ECA) podem chegar a 6 (seis) anos por cada compartilhamento realizado.

A segunda fase da operação “Unplugged”, que significa desconectado em inglês, segue fazendo referência à atuação da Polícia Federal no combate aos crimes de compartilhamento e armazenamento dos arquivos contendo pornografia infantil.

 

Fonte
Assessoria

Rômulo Azevedo

Jornalista e graduado em Marketing, atua na comunicação desde 2006. Especialista em Jornalismo on-line, com experiência em Assessoria de Comunicação e Marketing. Está na Gazeta Amazônica em busca de novas formas de se fazer Jornalismo em Rondônia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo