Especial

Alunos do IFRO conhecem métodos de reciclagem de metal com indústria vilhenense

Palestra de especialista da NSA Metais revelou informações sobre reaproveitamento e fundição de metais

Os vários detalhes da reciclagem de metais e fundição de alumínio foram revelados pela NSA Metais aos atentos estudantes que participaram da Semana de Tecnologia realizada pelo IFRO (Instituto Federal de Rondônia), de Vilhena. Destaque para a palestra “Reciclando Para o Futuro”, no dia 19, que serviu de introdução ao tema para os alunos.

Promovida pela NSA Metais, empresa vilhenense com 30 anos de experiência no setor, a palestra foi ministrada pelo colaborador Alex Sandro que abordou processos da indústria de fundição. “Nós ficamos honrados com este convite. Mostrar a seriedade do trabalho realizado pela família NSA Metais e a oportunidade de conhecer o espírito inovador e a curiosidade destes jovens foi algo maravilhoso!”, afirmou Alex.

Uma equipe da NSA também conheceu o laboratório do IFRO e projetos dos alunos do 1° ano de Eletromecânica. Na ocasião, Rodrigo Simões, doutor em Biotecnologia, pontuou a relevância do encontro. “A visita da NSA no Instituto é extremamente importante. Percebemos que os estudantes descobriram a amplitude profissional de suas áreas de estudo. Além disso, esse estreitamento de relações possibilita a produção de conhecimento. Nossa região tem pouca mão-de-obra especializada e para diminuirmos a dependência de mão-de-obra externa temos que capacitar os alunos para atender a demanda local”, disse.

Alunos Elogiam

No evento os jovens puderam compreender a composição química do alumínio, etapas envolvidas na fundição e detalhes de outras ligas metálicas que podem dar resistência às peças. Motivado pela palestra, o aluno Eduardo Rodrigo, 17, elogiou o evento e fez questão de apresentar, junto de seus colegas, o protótipo em desenvolvimento de um braço hidráulico semiautomatizado em formato de garra hidráulica.

Ruan Dilon, 15,  explicou que quando especialistas que atuam na área de interesse dos alunos vão até a instituição de ensino contar como é a prática da profissão o estudo ganha mais significado. “Conhecendo as possibilidades de como melhorar os nossos projetos e, inclusive, com futuras visitas técnicas à indústria NSA, conseguiremos aprender muito e de forma mais interessante”, garante.

Além de fomentar o estreitamento entre as instituições, a oportunidade garantiu aos alunos conhecerem a realidade do processo de reciclagem do metal em Rondônia.  sanando dúvidas e curiosidades. “A palestra deu uma noção geral de como todo o sistema funciona. Isso foi muito legal e interessante. Agora a gente também consegue ver como essas pessoas ganham a vida na coleta de latinhas e sucatas, além de perceber melhor como isso interfere no Meio Ambiente e na produção de peças em geral”, contou Silvio Ribeiro, 16, que revelou-se surpreso com os números e alcance da atuação da NSA no Estado.

Parceria forte

O IFRO agradeceu a iniciativa da empresa e revelou que ambos ganham com o projeto. “Nesta ocasião vimos o que a NSA tem produzido e a empresa teve a oportunidade de conhecer o que temos a oferecer em tecnologia e inovação. Foi muito bom também para o IFRO praticar a Educação Ambiental para preservarmos o Meio Ambiente com o uso da Ciência”, completou o professor Gustavo Farias.

Rômulo Azevedo

Jornalista e graduado em Marketing, atua na comunicação desde 2006. Especialista em Jornalismo on-line, com experiência em Assessoria de Comunicação e Marketing. Está na Gazeta Amazônica em busca de novas formas de se fazer Jornalismo em Rondônia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo