DestaqueO dia

Rondônia tem dez mortes registradas por covid-19; Rolim de Moura registra sua 1ª

Novos municípios passaram a ingressar a lista do boletim emitido diariamente no estado

De acordo com boletim divulgado pela Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) de Rondônia, subiu para dez o número de mortes causadas pela covid-19 no estado. De acordo com relatório emitido na tarde deste domingo, 26, duas mulheres moradoras da capital, uma de 58 anos e a outra com 74 anos, além de um homem de 49 anos morador do município de Rolim de Moura (zona da mata do estado) morreram.

Esta é a primeira morte registrada em Rolim de Moura, que até este sábado tinha três casos confirmados, mas já neste domingo um novo caso foi confirmado. No município de Candeias do Jamari, que fica a pouco mais de 20 quilômetros da capital, Porto Velho, também teve um caso confirmado neste domingo, além de Urupá (região central do estado) bem como Pimenta Bueno também registraram casos positivos da doença.

Até este domingo, o estado de Rondônia já havia registrado 364 casos desde o início da pandemia.

Regiões mais afetadas

Os municípios de Porto Velho, Ariquemes e Ji-Paraná são os mais afetados pela doença até este último boletim. São 260 casos em Porto Velho; 60 em Ariquemes; 26 em Ji-Paraná. Nas outras posições aparecem Ouro Preto do Oeste, com sete casos e Rolim de Moura, com cinco.

Os 36 novos casos da covid-19 em Rondônia foram identificados justamente nos municípios onde há a maior incidência. São 21 em Porto Velho, 11 em Ariquemes, um em Candeias do Jamari, um em Ji-Paraná, um em Rolim de Moura, e um em Pimenta Bueno.

Pacientes curados

A boa notícia é que o número de pessoas curadas da doença, em Rondônia, também aumentou de um dia para o outro. Até a tarde do domingo, 26, eram 72 pessoas curadas. No sábado este número era de 67.

O número de pessoas internadas é alto. São 66, das quais 25 estão com covid-19 e 41 pacientes internados estão com suspeita da doença.

Rômulo Azevedo

Jornalista e graduado em Marketing, atua na comunicação desde 2006. Especialista em Jornalismo on-line, com experiência em Assessoria de Comunicação e Marketing. Está na Gazeta Amazônica em busca de novas formas de se fazer Jornalismo em Rondônia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo