Deu na WEB

PF prende chefe do tráfico de RO escondido em subterrâneo na Bahia

 A Polícia Federal cumpriu 10 mandados de prisão preventiva em Ariquemes, Rondônia e 01 em Teixeira de Freitas, na Bahia, onde o chefe de uma quadrilha internacional de tráfico de drogas estava escondido numa fortaleza subterrânea localizada em uma casa de luxo com monitoramento de câmeras e provida de cofre.

A Operação Criptonita foi deflagrada na manhã de quarta-feira(28) e também cumpriu 20 mandados de busca e apreensão em 05 estados: Rondônia, Mato Grosso, Bahia, Espírito Santo e Paraná. A terceira vara da Justiça Federal de Rondônia também bloqueou 8,5 milhões de reais da organização.

As investigações começaram em fevereiro de 2019. A quadrilha agia a partir de Ariquemes, município de Rondônia distante 200 km de Porto Velho. Os suspeitos, de acordo com a Polícia Federal, compravam cocaína na Bolívia e transportavam em automóveis e caminhões, que tinham o slogan Criptonita, de Ariquemes até Espírito Santo, onde também atuava outro núcleo da organização criminosa que adquiria maconha do Paraguai, usando as rodovias do Paraná.

Operação Criptonita 

Das investigações até o momento da prisão da quadrilha, a Polícia Federal apreendeu, em 04 flagrantes, cerca de uma tonelada de cocaína e maconha nas cidades de Rosário d’Oeste/MT, Vilhena/RO, Cachoeiro do Itapemirim/ES e Mimoso do Sul/ES.

Os presos, após serem ouvidos nas sedes da Polícia Federal, serão encaminhados para presídios estaduais e responderão pelos crimes de tráfico internacional de drogas, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro, cujas penas somadas podem chegar a 35 anos de prisão.

 

Fonte
Oobservador

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo