DestaqueO dia

Coronavírus: mais 15 dias sem aulas em Rondônia, anuncia Seduc

Medida é para evitar uma proliferação do vírus no estado

Através de ofício datado do dia 28 de março, o titular da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) em Rondônia, Suany Vivecananda Lacerda da Costa infirmou à União dos Dirigentes Municipais de Educação de Rondônia (UNDIME) que a paralisação da rotina escolar permanecerá por mais 15 dias como prevê o decreto do governador Marcos Rocha (PSL) o qual determina ações de afastamento social a fim de evitar uma proliferação do coronavírus no estado.

Você pode ler mais sobre o assunto clicando aqui.

Conforme a Gazeta Amazônica já havia anunciado, a medida era esperada pela comunidade escolar, uma vez que o titular da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) Fernando Máximo havia anunciado durante uma transmissão feita ao lado de Marcos Rocha, no dia 25 de março, que a paralisação das aulas permaneceria.

Máximo justificou a medida dizendo que a maioria das crianças são assintomáticas para o vírus, e que o retorno das atividades tradicionais nas escolas pode potencializar a proliferação do coronavírus entre a população.

No município de Vilhena ainda é aguardado uma emenda ao decreto do prefeito Eduardo Japonês (PV) acerca do retorno das atividades comerciais nos limites do município, fato que vem gerando expectativa junto
à população. No âmbito estadual, apenas alguns setores puderam retomar seus trabalhos, de acordo com o decreto do governador. A falta de alinhamento neste sentido, poderá trazer dissonância e desencontros de informações acerca do assunto.

Etiquetas

Rômulo Azevedo

Jornalista e graduado em Marketing, atua na comunicação desde 2006. Especialista em Jornalismo on-line, com experiência em Assessoria de Comunicação e Marketing. Está na Gazeta Amazônica em busca de novas formas de se fazer Jornalismo em Rondônia

Artigos relacionados

Fechar