O dia

Cerejeiras: secretaria de saúde realiza curso de capacitação no combate à Dengue, Zika e Chikungunya

Diversos profissionais do setor estão engajados no projeto

Com a finalidade de planejar ações para combater os casos de dengue, zika e chikungunya neste ano de 2020, a Prefeitura Municipal de Cerejeiras, através da Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Coordenadora da Vigilância e Epidemiológica, da enfermeira Marilucia, e o Coordenador de Endemias, realizou nesta sexta-feira (24/01) no Posto Saúde da Família-PSF-B, a palestra estratégico para combate das arboviroses (viroses causadas por insetos) transmitidas pelo Aedes Aegypti.

Teve como público alvo os profissionais da Equipe da Saúde da Família, Agentes Comunitários da Saúde (ACS) dos PSF-D, PSF-H e PSF-G, a palestra teve como objetivo principal de fortalecer e potencializar os apoiadores para que estes tenham subsídios para orientar os munícipes na construção e execução dos planos de contingência municipais. Ela explica que tem como intuito de apoiar e traçar ações de vigilância epidemiolóca e ambiental a serem realizadas mediante a ocorrência de casos. “O plano é acionado por níveis, aumentando e intensificando, assim, o número de ações em cada território”, explano Marilucia.

Durante o evento, a Coordenadora da Vigilância e Epidemiológica, da enfermeira Marilucia , explicou detalhadamente os sintomas de cada uma das arboviroses, as diferenças entre elas e reforçou também as formas de transmissão. “Todas essas doenças que estamos falando, como dengue, zika, febre amarela e chikungunya, podem ser transmitidas por um único vetor – o Aedes Aegypti”.

A coordenadora também enfatizou o aumento de casos de chikungunya no Brasil e as consequências para o recém-nascido de uma gestante que contraia zika durante a gravidez, como microcefalia e alterações neurológicas. “É importante que a população compreenda que todas essas doenças podem levar ao óbito ou deixar sequelas muito graves e, acima de tudo, são situações evitáveis. Para os casos de febre amarela existe uma forma de prevenção segura que é a vacina. Já para a dengue, zika e chikungunya, a principal forma de prevenção é eliminar todos os depósitos que podem ser criadouros do Aedes Aegypti – o principal transmissor do vírus para os humanos de todas essas doenças”, esclareceu a coordenadora quanto ao papel importante que a população tem no controle de algumas doenças.

Fonte
Ligia Alini Corim

Rômulo Azevedo

Jornalista e graduado em Marketing, atua na comunicação desde 2006. Especialista em Jornalismo on-line, com experiência em Assessoria de Comunicação e Marketing. Está na Gazeta Amazônica em busca de novas formas de se fazer Jornalismo em Rondônia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo