Destaque

Rondônia tem dois casos suspeitos de coronavírus

Casal dividiu táxi com chinês em SP antes de retornar ao estado

A Secretaria de Saúde de Rondônia (Sesau) confirmou nesta sexta-feira (31) que há dois casos suspeitos de coronavírus no estado. Os pacientes, um homem e uma mulher, são de Porto Velho. No Brasil há outros casos suspeitos em investigação, conforme o Ministério da Saúde.

Segundo o secretário de saúde, Fernando Máximo, o casal viajou no dia 20 de janeiro para São Paulo e lá teria dividido um táxi com um chinês, que estaria tossindo bastante dentro do carro.

Após retornar à capital Porto Velho, no dia 26 de janeiro, o casal apresentou sintomas “sugestivos” ao coronavírus e então procurou por atendimento médico na quinta-feira, 30.

A secretaria informou que coletou sangue dos dois pacientes. Nesta sexta-feira, o casal está fazendo exames para retirada de mucosa (nariz e boca), que serão enviados à Fiocruz.

O secretário diz que já comunicou o Ministério da Saúde sobre os casos suspeitos de Rondônia.

“Provavelmente esses casos não serão confirmados como coronavírus, mas vamos seguir com todo procolo recomendado pelo Ministério da Saúde. Eles estão tratando em casa e, caso não melhorem, serão internados”, afirma Fernando Máximo.

Casos suspeitos no Brasil

Os dois casos suspeitos de Rondônia não estão na lista dos 9 pacientes que são monitorado pelo Ministério da Saúde.

Os balanços do governo federal e das secretarias estaduais ou municipais podem ter números diferentes. Eventuais divergências ocorrem porque os boletins diários do Ministério da Saúde, que passarão a ser informados diariamente às 16h, se baseiam em informações coletadas até o meio-dia.

Segundo o ministério, notificações enviadas após o meio-dia constarão no boletim do dia seguinte.

Fonte
Vitória Gomes/Portal Central

Rômulo Azevedo

Jornalista e graduado em Marketing, atua na comunicação desde 2006. Especialista em Jornalismo on-line, com experiência em Assessoria de Comunicação e Marketing. Está na Gazeta Amazônica em busca de novas formas de se fazer Jornalismo em Rondônia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo