DestaquePolítica

Secretários pré-candidatos são exonerados dos cargos, mas continuam em portarias

Demissões foram oficializadas nesta segunda-feira, 30

Ainda no aquecimento das eleições municipais, a equipe do prefeito Eduardo Japonês (PV) se movimentou nesta semana e apresentou parte da sua estratégia para o pleito deste ano. Mesmo em meio à crise do coronavírus, o prefeito assinou os decretos de exonerações de três dos seus principais secretários: Marcelo de Oliveira, o Boca como é conhecido, deixou o comando da Secretaria Municipal de Obras (Semosp).

Patrícia Aparecida da Glória, até então no comando da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) e Vivian Repsold, na Secretaria Municipal de Educação  (Semed) também deixaram seus cargos. Os novos secretários das pastas-chave da prefeitura de Vilhena são seus respectivos adjuntos: na Semosp, o novo secretário é Carlos Schramm de Souza; na Semas, Rafael Nunes Reis e na Semed, Edson Lima Braga.

No Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) também houve mudanças. O diretor adjunto, Paulinho Coelho deixou o cargo e cedeu espaço para a servidora de carreira, Sueli Santana Magalhães.

As mudanças nos três dos quatro principais pilares da prefeitura de Vilhena (educação, assistência social, obras e saúde) estavam sendo discutidas há meses nos bastidores da política local. Era de conhecimento de todos que o prefeito Eduardo Japonês quer Boca, Patrícia da Glória e Vivan como candidatos a vereador na tentativa de ampliar sua base política no legislativo.

Atualmente, Japonês conta com maioria absoluta dos vereadores. Ainda de acordo com as informações presentes no Diário Oficial do Município, Boca e Patrícia da Glória, mesmo exonerados dos cargos, permanecem como assessores de integração governamental, cargos altos e também considerado cruciais para a governabilidade do prefeito.

Rômulo Azevedo

Jornalista e graduado em Marketing, atua na comunicação desde 2006. Especialista em Jornalismo on-line, com experiência em Assessoria de Comunicação e Marketing. Está na Gazeta Amazônica em busca de novas formas de se fazer Jornalismo em Rondônia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo